Sampaoli ameaça deixar o Santos se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro

Revista Fórum – O técnico do Santos, o argentino Jorge Sampaoli, estaria disposto a deixar o clube caso seja obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro, que insiste em assistir ao clássico contra o São Paulo que acontece neste sábado (16) na Vila Belmiro. As informações são do Blog do Paulinho, do jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado.

Segundo o blogueiro, Sampaoli teve uma “áspera discussão” com cartolas do Santos, deixando claro que é contra o uso da Vila Belmiro como palanque político e que deixará o clube se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro.

Leia na íntegra na Revista Fórum.

sampa

6 comentários em “Sampaoli ameaça deixar o Santos se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro

  1. Veralucia Guimarães Araújo

    Meu comentário é um conselho a esse rapaz, seja educado, cumprimente, não estrague sua carreira por causa de um insignificante aperto de mão, não vale a pena ser radical qdo se tem coisas importantes em jogo.

    • Maurilio Gabriotti

      Não vale a pena ser radical – será que o Bozo sabe disso? Sampaoli faz muito bem em não querer cumprimentar esse radical da extrema direita. Sampaoli é peronista, sabia?

  2. Antonio Fernandes Neto

    Aí isso sim é esportista que pensa. Depois dos jogadores do Chile se negarem a jogar contra o Peru nesta terça feira, Sampaoli mostra aos lambe botas de politicos que o esporte tem gente com inteligencia e moral.

  3. O bozo não cumprimentou o presidente eleit da argentina então ele tambem não tem o porque cumprimentar o bozo

  4. Lourinaldo s filho

    Rapaz, forasteiro desse, ganhando rios de dinheiro no país dos outros,aí quê desconsiderar um presidente eleito democraticamente, grande coisa esse técnico de segunda linha

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: