Guedes e Bolsonaro arrancam dez reais do salário mínimo!

10 CONTO

Original: José Cruz/Agência Brasil

Do Portal Conversa Afiada: O Governo Federal anunciou no sábado 23/XI que o salário mínimo será de R$ 1.030 no ano que vem.

Apesar de ser a primeira vez que o piso salarial ultrapassa a marca dos mil reais, o valor é inferior aos R$ 1.039 previstos no orçamento que o governo Bolsonaro encaminhou ao Congresso em outubro deste ano.

Antes, em 31/VIII, a equipe econômica – sob comando do ministro (sic) da Economia (sic) Paulo Guedes – já havia anunciado uma redução de 1.040 para R$ 1.039.

O Governo Federal faz o reajuste anual do salário mínimo de acordo com o INPC – o Índice Nacional de Preços ao Consumidor do IBGE, que mede a inflação oficial no país.

Com a inflação em queda – um sinal de fraqueza da economia -, o reajuste do salário mínimo também será menor.

Além disso, o governo Bolsonaro mudou a forma de calcular os reajustes.

Em 2004, o presidente Lula introduziu a Política de Valorização do Salário Mínimo, que determinava que o valor deveria ser atualizado anualmente não apenas pelo índice INPC, mas também de acordo com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

Tal procedimento garantia, na prática, um aumento salarial acima da inflação.

Desde abril de 2019, entretanto, o governo Bolsonaro anunciou que aplicaria apenas a correção pelo INPC.

Com a medida, também irão diminuir os reajustes dos benefícios assistenciais, previdenciários, além do abono salarial e do seguro-desemprego – todos baseados no valor do salário mínimo.

Em tempo: o mínimo atual é de R$ 998.

1 comentário em “Guedes e Bolsonaro arrancam dez reais do salário mínimo!

  1. O primeiro ato dele foi retirar oito reais do SM de janeiro de 2019
    Agora com esta metodologia retira mais 10 reais totalizando perda de 18 reais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: